Carros voadores: o sonho perto de virar realidade

Tempo de leitura 7 minutos | Ver versão limpa

Não tem jeito, é você falar de filme que se passa no futuro que sem dúvida carros voadores estarão na cena que você construiu na sua cabeça. Longe da ficção e das telonas, essa evolução tecnológica pode estar mais perto da realidade do que você imagina.

Carro voador no cinema: a DeLorean.

Na trilogia “De volta para o futuro” temos o que há de mais icônico em carros voadores!

Tudo bem você estar decepcionado, a essa altura eu também esperava já ter segurado o volante de alguns modelos de carros voadores, fugindo desse engarrafamento nosso de cada dia. Afinal, Doc Brown foi a 2015 e volta para 1985 dizendo ao Marty MacFly “Roads? Where we’re going, we don’t need roads” (se não entendeu nada, quer dizer está por fora da clássica trilogia “De Volta para o Futuro”). Mas, de volta para o presente: você acreditaria se eu dissesse que empresas já prometem algo parecido para, pasme, ainda em 2020? Deixa eu te mostrar que a ideia não é tão absurda assim.

O que são carros voadores?

Carros voadores são a evolução dos carros de quatro rodas que já estamos acostumados a usar e ver lotar nossas cidades. Trata-se de um veículo híbrido, resultado na combinação da capacidade de vôo de uma aeronave e com a possibilidade de ser digirido também em terra firme.

A diferença de carros autônomos e carros voadores

Carros autônomos são aqueles que não necessitam de um motorista para funcionar. Também conhecidos como carros robóticos, a maior diferença entre esses e os voadores é que os autônomos não levantam vôo, necessariamente. Nada impede que, no futuro, em mais uma evolução dos veículos, um carro voador possa também ser um carro robótico. E vice-versa. Mas, por enquanto, são tecnologias separadas.

Outra diferença é que carros autônomos já são uma realidade presente, ao contrário dos voadores. Apesar de ainda não estar amplamente disponível no mercado, esses veículos estão sendo testados e já é possível adquirir uma série de modelos com piloto automático. Os mais famosos são os da Tesla Motors, com motores elétricos e opções até de caminhões autônomos.

Mas montadoras tradicionais como Volvo, BMW, Mercedes-Benz, Ford e Land Rover têm suas versões. E, na outra mão, empresas de tecnologia procuram entrar nesse meio, como Google, Uber e Baidu, algumas startups, inclusive, com opções de transformar um carro convencional em veículo autônomo.

Carros voadores do futuro…

… podem ser mais do presente do que imagina. Em 2017, a Uber prometeu que em 2020 seria lançado um serviço de carros voadores chamado UberAir. Sim, estamos falando de carros voadores de verdade! Tudo ficou mais real quando a mesma empresa anunciou uma parceria com a NASA, a agência espacial norte-americana, para tornar o projeto realidade.

O diretor de produto, Jeff Holden, chegou a dar algumas características do veículo no evento que anunciou o serviço:

“Será um veículo elétrico. Disso não abriremos mão. Queremos ter emissão zero,”

O acordo entre as duas empresas foi batizado de Ato Espacial e a ideia é projetar um plano para gerir o espaço aéreo das cidades. O Ato não se refere apenas a Uber e também possibilita que a NASA trabalhe com outras empresas e parceiros para desenvolver veículos voadores em baixas altitudes de forma segura e viável.

O projeto intenciona substituir helicópteros justamente pelos carros voadores serem menos barulhentos, menos perigosos e mais baratos para transitar entre distâncias mais curtas e em ambientes urbanizados. No futuro, voar deve ser mais barato até mesmo do que ser proprietário de um carro.

A Uber visa cidades americanas como Los Angeles e Dallas para compor o escopo do projeto. Fora das terras dos Estados Unidos, Dubai deve ser a primeira cidade escolhida para receber os carros voadores do futuro. Dubai também já teve um projeto aprovado para táxis voadores independentes da Uber, como os chamados de EHang 184.

O céu não é mais o limite

Além da Uber, outras empresas se movimentam para não ficarem para trás nesse marco. A empresa dona da Volvo, por exemplo, comprou uma startup, de carros voadores alguns anos atrás. Os veículos até já têm certificado da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos.

A empresa chinesa adquirida, Terrafugia, desenvolveu o que pode ser chamado de primeiros carros voadores, chamados de Transitions. Os veículos são movidos a gasolina premium e, como os outros carros, podem ser guardados em garagens comuns. Suas asas abrem completamente em menos de um minuto e sua autonomia é de 650 quilômetros. Em um primeiro momento, tem capacidade para apenas dois lugares, mas modelos com capacidade maior estão sendo estudados.

Carro voador de verdade da DeLorean: DR-7

O DR-7, que lembra um Fórmula 1… no céu!

Ah, e para não dizer que deixamos de falar em outros modelos que podem ganhar os ares. Lembra da DeLorean, muito famosa por seu modelo DMC-12 que comportou uma máquina do tempo e, com ajustes em suas viagens, passou a voar? Pelo menos nos filmes de Robert Zemeckis, né? E não é que a montadora, depois de uma séria crise, está se reinventando com veículos aéreos? O DR-7 da agora chamada DeLorean Aerospace lembra um carro de Fórmula 1. Só que feito para voar, saindo do solo na vertical, sem precisar de pistas. Será que, como negócio, vai decolar?

Depois de tudo isso, você acha que os carros voadores vão mesmo ser lançados no nosso tempo presente? E em qual empresa você aposta como a primeira a viabilizar essa inovação como produto comercializável, de fato?

Dos nossos disrupters. A equipe de redatores da Ayoo tem o compromisso de entregar conteúdo de qualidade para que cada um dos leitores possa aplicar o conhecimento à sua realidade. Não damos receita pronta, mas ajudamos a direcionar o olhar de forma que cada um possa dar longevidade à sua relevância.

 

Veja todos os posts deste autor...
O que achou? Deixe seu comentário